Faculdade Católica de Anápolis
Bacharelado em Administração

Sobre o curso

I – Ato autorizativo: Autorizado pela Portaria MEC 602 de 17/04/2009 – DOU 22/04/2009.
II – Resultado Obtido por ocasião da autorização: Conceito 4
III – Ato de Reconhecimento: Reconhecido pela Portaria MEC 541 de 24/10/2013-DOU 25/10/2013
IV – Resultado Obtido por ocasião do reconhecimento: Conceito 4
V – Dirigentes da Instituição e Coordenador:

Diretor Geral: Pe. Esp. Fábio Aparecido Barbosa
Vice-Direção Acadêmica: Prof. Ms. Tobias Goulão
Coordenadora: Professora Dra.. Elaine Abrahão Amaral

O Curso de Administração da Faculdade Católica de Anápolis foi autorizado por meio da Portaria nº 602 de 17 de abril de 2009, ofertando 50 vagas por semestre.

O Projeto do Curso tem como foco a valorização do profissional e do seu meio de atuação, social e ambiental, dentro de uma perspectiva da necessidade de formação integral do aluno que contemple no seu perfil de egresso tanto os conhecimentos teóricos quanto as suas competências, habilidades e atitudes devidamente articulados com a Missão institucional.

A organização pedagógica do Curso de Administração da Faculdade Católica de Anápolis é baseada em modelos pedagógicos participativos, por meio de técnicas de ensino centradas no aluno de modo a levar o acadêmico ao aprendizado e ao desenvolvimento da capacidade de pensar, de definir situações organizacionais complexas, de diagnosticar e de propor soluções para as rotinas e problemas de uma organização.

Metodologia

O Curso de Administração da Faculdade Católica de Anápolis busca a integração do processo de ensino-aprendizagem de acordo com a proposta de cada disciplina que compõe a matriz curricular. As avaliações aplicadas são diversas, variando de acordo com a disciplina e com o eixo em que ela está inserida.

Os procedimentos de avaliação dos processos de ensino e de aprendizagem guardam total coerência com a concepção do curso. Esta coerência pode ser verificada na medida em que se prioriza a articulação entre o trabalho interdisciplinar (por meio da implementação de trabalhos práticos, práticas e ensaios de laboratório, estudos de caso e seminários) e a avaliação contínua. Conforme estabelecido no Regimento, é possível mensurar o processo de ensino-aprendizagem através de avaliações, que podem se configurar de diversas formas: a) avaliação escrita e individual; b) trabalhos de campo, individual ou em grupo;c) trabalhos em classe, individual ou em grupo; d) trabalhos de pesquisa, extra-classe, individual ou em grupo;

Além das avaliações escritas (formais), exigidas pela Instituição, o professor poderá compor as notas dos alunos através de outras formas de avaliação como os trabalhos mencionados acima ou outros definidos pelo docente. A cada verificação de aproveitamento é atribuída uma nota expressa em grau numérico de ZERO a DEZ. Atendida a exigência do mínimo de 75% de freqüência às aulas e demais atividades programadas exigidas, o aluno é considerado aprovado na disciplina, no período letivo, quando obtiver média final igual ou superior a 6,0. Os alunos reprovados em até 02 (duas) disciplinas poderão cursá-las em regime de dependência, podendo ser promovidos para a série subseqüente, nos termos das normas próprias aprovadas pelo Conselho Pedagógico.

Os alunos reprovados em 03 (três) ou mais disciplinas, são considerados reprovados no semestre e matriculam-se no mesmo semestre em que estavam para cursar essas disciplinas podendo, entretanto, cursar outras, do semestre subseqüente, em função de um Plano de Estudos definido por norma do Conselho Pedagógico, ficando dispensados de cursar aquelas em que já obtiveram aprovação.

Perfil do Egresso

Administrador formado pela Faculdade Católica de Anápolis deverá ser um profissional habilitado para exercer, com competência, suas atividades nas áreas de administração e no exercício solidário da cidadania.

Quanto ao perfil do profissional a se formar o futuro administrador será um agente de mudança, de transformação das empresas, levando-as a novos rumos, novos processos, novos objetivos, novas estratégias, novas tecnologias; ele será um agente educador no sentido de que, com sua orientação e direção, modifica comportamentos e atitudes das pessoas e também modifica a própria cultura organizacional das empresas

Quer saber o valor?

Saiba quanto investir na mensalidade.

Matriz Curricular – Clique aqui